Rosquinhas de Pinga

No início da semana, uma colega de trabalho levou para o escritório um pacote de rosquinhas para a equipe toda.
Ela contou que comprou na padaria de uma amiga dela e que era a rosquinha que a mãe dessa amiga dela fazia para elas e as amigas quando elas eram crianças.

Eram rosquinhas de Pinga e na hora eu pensei em pegar a receita e tentar reproduzir com a curiosidade de saber porque a “Tia” fazia para as crianças. rs

Com essa história eu conto o que aprontei essa semana, rosquinhas de Pinga.
Mas o ministério do sexta em casa adverte, não coma o pote inteiro na solidão. Divide com alguém. kkk

Como disse meu sábio pai, adequadamente: “Eu bebo porque é liquido, porque se sólido fosse comê-lo ia.”

 

Ingredientes:

  • 1 copo de requeijão de pinga
  • 1 copo de requeijão de óleo
  • 1/2 copo de açúcar
  • 1 ovo inteiro
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • 1 punhado de erva doce
  • Farinha de trigo até dar o ponto que desgrude das mãos
  • Açúcar para passar as rosquinhas

 

Modo de Preparo:

  1. Primeiro fazer um chá bem forte de erva doce para que esteja frio na hora de
    molhar as rosquinhas;
  2. Misture todos os ingredientes, menos a farinha dissolvendo bem, vá colocando a farinha de trigo aos poucos até que desgrude das mãos, mas que não fique oleosa;
  3. Enrole a massa no formato que quiser fazendo pequenos biscoitos;
  4. Não precisa untar a assadeira, levar para assar, essa massa não pode corar, senão fica dura, o ponto certo é quando você sacudir a assadeira ela se soltam, elas ficam um pouquinho coradas embaixo;
  5. Se quiser junte ao chá um pouquinho de pinga, coloque num prato fundo e em outro açúcar;
  6. Passe as rosquinha ainda quentes primeiro no chá e depois no açúcar;
  7. Coloque em um recipiente sem fechar cubra apenas com um pano, para que não mele.

 

Ps.: Não esquece, chame pessoas pra te ajudar a comer, rs, e não me culpe depois.